Congresso de Algodão em New Orleans

Em janeiro viajamos para New Orleans para fazer a tradução simultânea com mini-equipo para um grupo de pesquisadores, fazendeiros, consultores e funcionários – empresários da região de Luis Eduardo Magalhães na Bahia, onde o algodão é plantado extensivamente. O algodão, segunda cultura em tamanho de área na região, é um destaque, com produtividade média de 270 arrobas por hectare, a segunda maior do planeta. A produtividade do Oeste baiano só é superada pela da Austrália, cuja cotonicultura é 100% irrigada. No Oeste, apenas 6% das lavouras de algodão contam com irrigação.

Imagine você ir à Bahia e não se sentir tradicionalmente neste estado !! Esta é a impressão que você tem quando chega a Barreiras ou a Luiz Eduardo Magalhães, região que vive um verdadeiro boom econômico por conta do crescimento  do agronegócio. No lugar  da mandioca, cacau e da banana, muita soja, milho e algodão. Na gastronomia, o vatapá e a moqueca baiana são substituidos pela picanha e  churrasco típico do sul. Na música, o axé é coisa distante. Aproveite para conhecer uma de nossas páginas no Facebook, Intérprete. Gostam  das duplas sertanejas. E para completar, coisa difícil na região é achar um baiano que plante e viva da agricultura no local. São 871 km por rodovias ligando Salvador até Barreiras ou 960 km até Luiz Eduardo Magalhães.

Fotos – Vivian em New Orleans e o Hotel Marriott onde aconteceu a convenção.

002 vivian in new orleans

009 marriott new orleas

Anúncios

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: